Logotipo Geo-Blog

Logotipo Geo-Blog

sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

CHUVAS ÁCIDAS


Introdução:


Neste trabalho iremos falar dos graves
problemas causados pelas chuvas
Ácidas.
Estas chuvas surgem pela poluição
atmosférica e a de cunho químico,
tais como o óxido de amoníaco e o dióxido
de enxofre que são expelidos por
fábricas que utilizam carvão e
hidrocarbonetos.
São estas concentrações de ácido na
atmosfera que vão causar as chuvas
ácidas, estas ao caírem na superfície
terrestre causam impressionantes
estragos e alteram a composição das
águas dos rios e lagos, corrosão nos
monumentos, estátuas, vegetação e

Formação das Chuvas àcidas



florestas.


O que contém as chuvas ácidas?



Os poluentes presentes na chuva ácida
são produzidos pela combustão de carvão
mineral, petróleo e seus derivados. São
principalmente o dióxido de enxofre e o
dióxido de nitrogénio.
Em contacto com o vapor de água da
atmosfera, esses poluentes podem ainda
produzir outras substâncias por meio de
reacções químicas. O dióxido de enxofre,
por exemplo, reagindo com a água, pode
formar o ácido sulfúrico. O dióxido de
nitrogénio, por sua vez, pode produzir o
ácido nítrico. As duas substâncias
resultantes são tóxicas e prejudiciais
quando precipitadas.


Chuvas àcidas


Efeitos das Chuvas Àcidas



Nas florestas:
Muitos cientistas e pessoas especialistas
em florestas têm vindo a reparar que
muitas árvores de algumas florestas não
crescem como deveriam de crescer e que
as suas folhas em vez de serem saudáveis
ficam castanhas acabando assim por cair.
Alguns investigadores supõem que a
chuva ácida não é a responsável pela
morte das árvores, mas sim o
enfraquecimento das árvores matando as
suas folhas, limitando os nutrientes de que
necessita ou adulterando o solo com
substâncias tóxicas.
A chuva ácida pode causar a libertação de
substâncias tóxicas como o alumínio no
solo, sendo assim muito perigoso para as
plantas.



Nas águas:
O efeito da chuva ácida é facilmente
visível em meios aquáticos como lagos,
rios ou pântanos, para onde a chuva ácida
Vai escorrer depois de cair sobre florestas,
campos, estradas ou construções. A maior
parte dos rios e lagos tem um pH entre 6
e 8, no entanto, se os solos e mesmo a
água não têm a capacidade de neutralizar
a chuva ácida, o pH dos lagos pode atingir
Valores perto de 5.
Este fenómeno pode levar à morte
de todos os organismos que habitam nos
meios aquáticos.


Nas construções:
A chuva ácida é responsável pela
corrosão de pedra, metal ou tinta.
Praticamente todos os materiais
expostos à chuva e ao vento durante
muito tempo degradam-se
gradualmente. A chuva ácida vai
acelerar esse processo, destruindo
estátuas, prédios ou monumentos.
Reparar os estragos causados pela
chuva ácida em casas e prédios pode
ser muito caro. Além do mais,
muitos monumentos encontram-se já
muito degradados e sua recuperação
é impossível.


Vamos agora salientar alguns exemplos de localizações das chuvas ácidas e os seus estragos


•Canadá: nove rios já não permitem a reprodução da truta ou do salmão;
•Reino unido: florestas danificadas;
•Noruega: 80% dos lagos estão mortos;
•Suécia: 20 000 lagos acidificados sem peixe;
•Grécia: está ameaçada pela poluição;
•Estados Unidos: milhões de dólares gastos para reparar a estátua da liberdade;
•florestas ameaçadas; e lagos com pH inferior a 5.
•Africa do Sul: suspeita-se de que as chuvas ácidas danifiquem casas e vegetações;
•Índia: muitos edifícios estão a ser danificados pela poluição industrial.



Para preservar o ambiente e acabar com estas chuvas perigosas é necessário:


•Colocar filtros nas fábricas e nos transportes para diminuir o nível de poluição atmosférica;
• Evitar de usar constantemente os nossos transportes para ir para sítios muito próximos e andar em transportes públicos;
• Deixar de consumir tabaco porque este polui também a atmosfera;



Trabalho realizado por:

Cassandra Afonso

Cláudia Marciano

Sofia Moreira

Turma 9º B

Sem comentários: